29 de julho de 2015

Recordar [baby shower]

Está quase a fazer um ano que foi o meu chá de bebé e hoje apeteceu-me relembrar. Foi tudo feito por nós (SweetEli) e pensado com tanto carinho.


Um xi♥...

24 de julho de 2015

23 de julho de 2015

Retirar o leite

Estou a tentar retirar o leite e seus derivados diretos e não diretos da minha alimentação. Não é fácil. Sempre bebi muito leite e sempre comi de tudo que fosse derivado do mesmo e retirar o queijinho e os iogurtes bons da minha alimentação não está a ser pêra doce, mas aos poucos vou conseguindo. Isto porque a Ema ainda mama e com a aplv tudo que como vai para ela, embora eu não veja efeitos da alergia mesmo eu tomando leite nem a médica me disse para fazer a evicção do leite. Mas prevenir é melhor que remediar e enquanto não houver certezas de nada vou fazer assim.
Comecei por cortar o leite de vaca ao pequeno almoço e substituir por leite de arroz de aveia ou de soja e faço batidos. Junto umas fruta que tenha em casa e está feito, pãozinho com manteiga de soja da Alpro e já tenho um pequeno almoço como tinha antes.
Os iogurtes também já encontrei alguns substitutos, uns da Alpro também e outros da área viva que pertence ao continente. A verdade é que a oferta não é assim muita como se pensa e os preços são bem mais caros.
Na verdade cortar todos os derivados do leite e todos os produtos que possam conter as proteínas do leite de vaca é um filme isto porque basta por exemplo o pão ser feito onde são feitos os bolos e o pão já fica "contaminado" com as proteínas do leite e aí já as estou a ingerir, a isto chama-se contaminação cruzada, mas como não quero chegar ao ponto de ser tão extremista, vou tentado levar as coisas o melhor possível e fazer por ter cuidado com as coisas que como mas sem pirar.
Um xi♥...

18 de julho de 2015

Minha querida Mãe

Este post é dedicado à minha querida mãe, que agora mais que nunca imagino o que ela deve ter passado comigo e com a mana. Ter gémeas à 35 anos atrás não devia ser das coisas mais fáceis e as poucas coisas que ela foi contando já deu para perceber que não foi nada fácil e que por pouco não acabava mal, mas graças a Deus estamos hoje as 3 aqui e agora ela tem o prazer de poder olhar pela neta, coisa que a deixa feliz da vida e eu tenho o prazer de ter a minha filha com alguém que eu sei que lhe dá toda a atenção e carinho do mundo. Por mim fica com ela até aos 3 anos se ela assim o entender.
Quando imagino a vida que tenho agora com a minha filha e a vida que a minha mãe teve com duas bebes sem as facilidades que hoje existem, penso se ela conseguiu eu também vou conseguir e o que eu passo em nada se compara com o que ela passou e sofreu connosco. Como ela diz a minha filha é uma anjo quando comparado comigo e com a madrinha dela que demos tanto que fazer e penar. Agradeço a Deus, mas não as vezes suficientes a filha maravilhosa que me deu e a mãe e avó dedicada que tenho. Tenho que agradecer mais, muito mais.
Sei que a minha filha vai ter lembranças da avó mais terna e carinhosa que pode ter e isso deixa-me feliz. E que dizer da neta que herdou os olhos da avó ....

Um xi♥....

16 de julho de 2015

A primeira vez na praia

É verdade já fomos a primeira vez à praia com a Ema e posso dizer que correu bem. Este ano as praias para onde costumávamos ir estão impossíveis de frequentar tal é a quantidade enorme de pedras que tem em vez de areia e fico triste porque a praia que fez parte da minha adolescência deixou de existir como eu a conhecia, agora é metade e o que sobra dá cabo dos pés. Lá fomos nós à descoberta de novas paragens e fomos ficar noutra praia onde passei a minha infância, que basicamente não me lembro de nada.
Lá descobrimos uma paragem e fomos ver como estava e se tinha condições. Para mim não é o suficiente, para o meu marido estava boa. Ando demais com as coisas ás costas e não tem wc que para mim se tornou numa coisa essencial numa praia. Numa próxima vamos ver outro local.
Mas continuando a Ema quando viu a praia ficou de boca aberta como fica quando vê alguma coisa nova e desconhecida pela primeira vez. "Montamos a barraca" e sentei-a a ver a paisagem e lá ficou ela a olhar para tudo e para todos que passavam, depois brincou com o seu balde e pá e teve direito a pisar a areia :) o mar não o sentiu porque como sabem aqui no norte a água é gelada e é impossível de lhe meter os pezinhos para já. :)
No fim de semana que vem havemos de voltar!

Um xi♥...